Economia

saiba o que é e como uma assessoria de investimentos pode te ajudar a montá-lo

“Investir só por investir e no escuro em relação a sua situação não faz sentido e provavelmente não vai te levar a lugar nenhum, até porque você não está em busca de nada. Então, ter uma visualização completa da sua vida financeira auxilia muito na montagem da carteira e na tomada de decisão de ajustes na mesma”, explica Apud, da Status Invest IA.

Como funciona a assessoria de plano de vida?

O primeiro passo para uma escolha consciente é apostar em assessorias que ofereçam um atendimento personalizado, como é o caso da Status Invest IA.

Para traçar uma estratégia de sucesso e garantir bons retornos com poucas dores de cabeça, os assessores apontam que é preciso manter um relacionamento frequente e transparente entre as duas partes – ou seja, uma comunicação aberta é vital. “O cliente deve enxergar o seu assessor como um porto seguro nos investimentos a que se tem acesso quando precisar”, aponta Apud.

Na Status Invest AI não existe um valor mínimo de aporte mensal para ter o acompanhamento de plano de vida – mas quanto menor o aporte, mais de longo prazo são os objetivos. “Sempre que o cliente vai fazer novos aportes, nós pedimos para ele avisar. Assim, a gente consegue buscar a melhor oportunidade pra ele no momento”, diz Apud.

Apud explica que as taxas aplicadas variam de acordo com o modelo de remuneração escolhido pelo cliente. No caso da opção comissionada, as taxas cobradas estão embutidas em todas as movimentações feitas na carteira. Já no caso da taxa (fee) fixo, o escritório cobra entre 0,6% a 0,8% ao ano sobre o total do patrimônio investido. Nesta opção, as taxas “embutidas” são devolvidas como cashback ao cliente.

Matéria: UOL Economia

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo