Política

Saiba quem são os pré-candidatos à Prefeitura do Rio de Janeiro

A disputa pela Prefeitura do Rio de Janeiro tem até o momento oito postulantes para tentar evitar a reeleição de Eduardo Paes (PSD) para seu quarto mandato no município.

O prefeito já firmou aliança com PT, do presidente Lula, PDT, PSB, e outras siglas menores para tentar se tornar o mandatário com mais tempo no comando na cidade —superando César Maia (PSD), que exerceu três mandatos.

O ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) lançou a pré-candidatura do deputado federal Alexandre Ramagem (PL), ex-diretor da Abin (Agência Brasileira de Inteligência) durante sua gestão. O nome foi mantido mesmo com as investigações da Polícia Federal sobre os supostos monitoramentos ilegais feitos no órgão federal.

À esquerda de Paes, o principal nome é do deputado federal Tarcísio Motta (PSOL). Ele ainda não conseguiu aliança, mas afirma que tentará disputar com Paes a vinculação com o presidente Lula.

O deputado estadual Rodrigo Amorim (União) tenta viabilizar a pré-candidatura com apoio do presidente da Assembleia Legislativa, Rodrigo Bacellar (União Brasil). O deputado federal Marcelo Queiroz (PP) foi autorizado por seu partido para tentar consolidar o nome na disputa. O MDB mantém a indicação do deputado federal Otoni de Paula, mas tem diálogo aberto com Paes e Ramagem.

Entre os postulantes ao cargo também estão o vereador Pedro Duarte (Novo), Cyro Garcia (PSTU) e Dani Balbi (PC do B).

Pré-candidatos à Prefeitura do Rio de Janeiro

  • Eduardo Paes (PSD)
  • Alexandre Ramagem (PL)
  • Tarcísio Motta (PSOL)
  • Rodrigo Amorim (União)
  • Marcelo Queiroz (PP)
  • Otoni de Paula (MDB)
  • Pedro Duarte (Novo)
  • Cyro Garcia (PSTU)
  • Dani Balbi (PC do B)

Calendário eleitoral

06.04: data-limite para o registro partidário
25.07 a 05.08: convenções
15.08: prazo para o registro de candidaturas
30.08 a 03.10: propaganda eleitoral no rádio e na TV
06.10: primeiro turno
27.10: segundo turno

Folha de São Paulo

Artigos relacionados

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo