Política

Senadores americanos pedem ação de Biden contra Cristina Kirchner

Um grupo de cinco senadores americanos do Partido Republicano enviou nesta quarta, 13, uma carta ao presidente americano Joe Biden pedindo ações contra a ex-vice-presidente da Argentina, Cristina Kirchner. Desde a posse de Javier Milei, no domingo, 10, Cristina não ocupa mais cargos no governo ou no Congresso.

Os senadores Marco Rubio, Jim Risch, Rick Scott, John Cornyn, Bill Hagerty acusam Cristina e seus familiares de atos de corrupção significativa.

Cristina Kirchner, que foi presidente da Argentina de 2007 a 2015, é uma cleptocrata condenada, que roubou bilhões dos cofres do Estado e permitiu que atores malignos como a China e o Irã aprofundassem sua influência corrupta em um aliado dos EUA, a Argentina”, diz a carta.

Em 6 de dezembro de 2022, Cristina Kirchner foi considerada culpada de supervisionar e lucrar mais de 1 bilhão de dólares com contratos governamentais fraudulentos emitidos para obras de infraestrutura pública durante o seu mandato como presidente. Cristina Kirchner foi condenada por um tribunal federal argentino a seis anos de prisão e a ‘desqualificação especial vitalícia’ para concorrer a cargos públicos”, afirma o documento.

Matéria: O Antagonista

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo