Política

Spielberg documentará os horrores do 7 de outubro

Steven Spielberg expressou choque com as atrocidades dos terroristas do Hamas contra o povo judeu em 7 de outubro e anunciou que a sua fundação, USC Shoah, documentará os relatos dos sobreviventes dos ataques

Após a declaração, alguns militantes pró-Palestina iniciaram uma campanha de de boicote aos seus filmes.

No comunicado à imprensa no qual anunciou o projeto de documentar os horrores perpetrados pelo Hamas contra os judeus, o diretor declarou também que os ataques terroristas o deixaram abalado.

“Nunca imaginei que veria uma barbárie tão indescritível contra os judeus durante a minha vida”, disse ele.

Spielberg também alertou sobre o crescimento do antissemitismo nos EUA e no mundo: “Desde a Alemanha dos anos 30 que não testemunhei o antissemitismo deixar de estar à espreita, mas de se orgulhar…”

A USC Shoah Foundation, um arquivo de história visual do Holocausto fundado por Spielberg em 1994, está trabalhando para reunir centenas de entrevistas numa iniciativa para recolher os relatos dos sobreviventes do 7 de Outubro.

A Fundação acolhe dezenas de milhares de testemunhos de sobreviventes e testemunhas do Holocausto, mas o seu trabalho também se estende à documentação do antissemitismo contemporâneo através da iniciativa Countering Antisemitism Through Testimony Collection (CATT).

Os depoimentos de 7 de outubro farão parte do CATT, que Spielberg disse ser “um esforço que garantirá que as vozes dos sobreviventes atuarão como uma ferramenta poderosa para combater o perigoso aumento do antissemitismo e do ódio”.

“Os sobreviventes do Holocausto são os mais corajosos entre nós, e os seus relatos são um testemunho duradouro da resiliência do espírito humano. Ambas as iniciativas – a gravação de entrevistas com sobreviventes dos ataques de 7 de Outubro e a recolha contínua de testemunhos do Holocausto – procuram cumprir a nossa promessa aos sobreviventes: que as suas histórias seriam registradas e partilhadas no esforço de preservar a história e de trabalhar em prol de um mundo sem antissemitismo ou ódio de qualquer tipo. Devemos permanecer unidos e firmes nesses esforços”, disse Spielberg

Spielberger foi o diretor do filme vencedor do Oscar “A Lista de Schindler” (1993) que conta a história de um alemão que abdicou de toda sua fortuna para salvar a vida de mais de milhares de judeus, em plena luta contra o extermínio alemão.

“Antissemitismo institucional”

O antissemitismo e a ideologia de Greta Thunberg

Matéria: O Antagonista

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo