Tecnologia

Temu e Shein crescem, mas a Amazon tem um plano

As pechinchas encontradas nas plataformas chinesas de e-commerce Temu e Shein não passam despercebidas por grandes players estadunidenses, como a Amazon. Tanto que agora a empresa de Jeff Bezos planeja enviar produtos (“blusinhas”, por exemplo) da China para consumidores nos EUA.

  • A Amazon planeja enviar produtos diretamente da China para consumidores nos EUA. A ideia é em resposta ao crescimento de plataformas chinesas como Temu e Shein;
  • Em uma reunião com comerciantes chineses, a Amazon apresentou um plano para um novo canal de vendas, que teria, por exemplo, roupas sem marca e produtos domésticos;
  • Os produtos seriam enviados diretamente da China para os EUA num prazo de nove a 11 dias. Até então, produtos de comerciantes chineses comprados na plataforma saíam de armazéns estadunidenses;
  • A Amazon explora novas formas de parceria com vendedores chineses, mas um porta-voz da empresa não entrou em detalhes sobre o novo canal para produtos chineses.

Numa reunião com comerciantes chineses realizada na quarta-feira (26), a Amazon revelou um plano para introduzir um novo canal em sua plataforma para vender roupas sem marca e produtos domésticos da China. Pelo menos, é o que indica uma apresentação de slides vista pelo Wall Street Journal (WSJ), que publicou sobre a tal reunião nesta quinta-feira (27).

Leia mais:

Amazon planeja conectar armazéns na China a consumidores nos EUA

Amazon planeja mandar produtos diretamente da China para os EUA (Imagem: Hadrian/Shutterstock)

A Amazon disse que enviará os produtos diretamente da China para consumidores nos EUA num prazo de nove a 11 dias após o pedido, conforme mostraram os slides. Até então, produtos vendidos por comerciantes chineses aos clientes da Amazon nos EUA saíam de armazéns estadunidenses.

Entre os slides da apresentação, um trazia um modelo de loja digital cuja vitrine tinha canecas, capinhas de celular e ferramentas de massagem facial, segundo reportado pelo WSJ.

Um porta-voz da Amazon afirmou que a empresa está “sempre explorando novas formas de trabalhar com vendedores parceiros” e oferecer aos clientes preços baixos. Mas o porta-voz não detalhou os planos para o novo canal.

Plano da Amazon é em resposta ao crescimento do Temu e da Shein

Ícones dos aplicativos da Temu e Shein na tela de início de um celular Android
Enquanto Temu e Shein crescem, Amazon matuta ideias para enfrentar suas concorrentes no e-commerce (Imagem: Ascannio/Shutterstock)

O plano da Amazon, anteriormente relatado pelo The Information, marca um passo significativo da gigante de e-commerce dos EUA para proteger sua liderança de mercado no país.

Entregas rápidas e devoluções fáceis têm sido uma estratégia fundamental da Amazon, enquanto o aplicativo de descontos Temu e a gigante de fast fashion Shein têm atraído clientes com preços baixos.

Assine Amazon Prime para assistir a filmes e séries populares, incluindo Amazon Originals premiados.
O Amazon Prime também inclui a entrega GRÁTIS e rápida de milhares de itens elegíveis,
mais de 2 milhões de músicas sem anúncios e muito mais. Clique aqui e comece seu teste GRÁTIS por 30 dias!

Olhar Digital

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo