Tecnologia

TikTok se pronuncia sobre remoção de músicas da Universal Music

Já havíamos noticiado por aqui que o TikTok está sendo forçado a remover conteúdos que possuem músicas de propriedade da Universal Music Group, devido ao fim do contrato de licenciamento para uso das músicas da gravadora na rede social e a falta de um novo acordo. Diante dessa situação, o TikTok veio a público esclarecer o caso.

Leia mais:

“Estamos no processo de cumprir a exigência do Universal Music Group de remover todas as músicas escritas (ou co-escritas) por um compositor contratado pelo Universal Music Publishing Group (UMPG), com base nas informações que eles forneceram”, avisou o TikTok em um comunicado oficial.

“Suas ações não afetam apenas os compositores e artistas que representam, mas agora também impactam muitos artistas e compositores que não têm contrato com a Universal”, acrescentou, lembrando também que continua comprometida em chegar a um acordo equitativo com a Universal Music.

Conteúdos com faixas de artistas gravados ou distribuídos pela Universal Music, portanto, não serão mais permitidos no TikTok. A gravadora é a maior empresa musical do mundo, e dona dos direitos de canções de superestrelas, como Taylor Swift, Billie Eilish e The Weeknd.

Imagem: Fred Duval/Shutterstock

Artistas que não são da Universal também podem ter músicas removidas do TikTok

  • O imbróglio vai além, devido a um problema chamado direitos autorais divididos.
  • Se um artista contratado pela Universal Music tiver contribuído de alguma forma para uma música, essa faixa deverá ser removida do TikTok, mesmo se o artista dono da música não for da gravadora.
  • A medida impedirá que mais artistas divulguem o seu trabalho na plataforma, e o TikTok já foi responsável por promover muitos artistas menores em seus conteúdos com música.

Até o final da semana, é esperado que todas as músicas do catálogo de publicação da Universal Music (ao todo conta com cerca de quatro milhões de faixas) tenham sido removidas da rede social de vídeos curtos.

Imagem: DANIEL CONSTANTE/Shutterstock

Olhar Digital

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo