Esporte

Veja os principais campeões estaduais pelo Brasil em 2024

Além do Palmeiras, que venceu o Campeonato Paulista ao derrotar o Santos por 2 a 0 neste domingo (7), outros campeonatos estaduais também tiveram suas finais neste fim de semana.

O Flamengo conquistou o Campeonato Carioca neste domingo (7) após vencer de novo a surpresa Nova Iguaçu (que eliminou o Vasco nas semifinais) no segundo jogo da final, por 1 a 0. O gol foi de Bruno Henrique.

A equipe comandada por Tite empilhou chances e poderia ter construído um placar mais elástico, mas o placar foi mais que suficiente. No agregado, 4 a 0 para o Flamengo na decisão contra a equipe da Baixada Fluminense.

Na primeira partida da final, no sábado (30), o Flamengo venceu por 3 a 0, com dois gols de Pedro e um contra, de Ronald.

O ex-técnico da seleção brasileira conquista, assim, seu primeiro título pela equipe carioca. Ele chegou ao clube em outubro do ano passado.

É a 38ª vez que o clube, maior vencedor do torneio, conquista o Carioca.

Em Minas Gerais, após empate por 2 a 2 na primeira partida da decisão, o título ficou com o Atlético-MG, que venceu o Cruzeiro neste domingo por 3 a 1, de virada.

O Cruzeiro, que jogava por outro empate, já que teve a melhor campanha durante o campeonato, abriu o placar, já no segundo tempo, com Mateus Vital. Mas Saravia, Hulk, de pênalti, e Gustavo Scarpa, fizeram para o Atlético-MG e deram o título à equipe comandada por Gabriel Milito. É a quinta conquista consecutiva de estadual do clube.

Já no Rio Grande do Sul, o título ficou com o Grêmio, que venceu, de virada, o Juventude por 3 a 1 no sábado (6) —a partida de ida havia sido 0 a 0.

Gilberto abriu o placar para o Juventude no início da partida, mas Cristaldo e Diego Costa, em gols que tiveram menos de dois minutos de diferença entre si, deram a virada à equipe de Renato Gaúcho ainda antes do intervalo. Já no fim da partida, Nathan Fernandes fez o terceiro.

É a sétima vez seguida (desde 2018) que o clube conquista o torneio. Se vencê-lo de novo no ano que vem, igualará um recorde do rival Internacional, que conquistou os oito Gaúchos disputados entre 1969 e 1976, mas que atualmente vive jejum e não conquista a taça desde 2016.

Na Bahia, deu Vitória. A partida deste domingo foi na Fonte Nova, casa do rival Bahia, e terminou 1 a 1. Wagner Leonardo abriu o placar para o Vitória, e Everton Ribeiro empatou. Tudo no primeiro tempo.

Também na etapa inicial o time da casa ficou com um jogador a menos, Andrade, que foi expulso.

Na semana passada, o Bahia, jogando no Barradão, chegou a abrir 2 a 0, mas levou a virada. A partida terminou 3 a 2 para o rival, e essa vantagem que lhe deu a taça neste domingo.

Em Santa Catarina o campeão foi o Criciúma, que jogará a Série A do Brasileiro neste ano. A equipe empatou com o Brusque por 1 a 1 no sábado, mas havia vencido a primeira partida, semana passada, por 2 a 1.

O Ceará venceu, nos pênaltis, seu 46° Campeonato Cearense, após dois empates (0 a 0 e 1 a 1) contra o arquirrival Fortaleza na decisão. O título interrompe uma sequência de cinco conquistas do rival, que venceu todos os torneios entre 2019 e 2023.

Em Pernambuco, o Sport ficou com a taça. Venceu a partida de ida, contra o Náutico por 2 a 0 na semana passada, e empatou sem gols neste sábado.

Em Mato Grosso, o Cuiabá conquistou, pela quarta vez seguida, o estadual. Venceu nos dois jogos da final o União Rondonópolis por 1 a 0.

Ainda no Centro-Oeste, o Atlético-GO conquistou o campeonato goiano após vencer o Vila Nova duas vezes na decisão. Fez 2 a 0 na semana passada e, neste domingo, 3 a 1. Os gols do campeão foram de Luiz Fernando e Emiliano Rodríguez (2), enquanto Alesson anotou para o Vila Nova.

Outros campeões decididos no fim de semana foram CRB (AL), que venceu o ASA de Arapiraca na final, Altos (PI), que bateu o Parnahyba, nos pênaltis, União (TO), que superou o Tocantinópolis, e Ceilândia (DF), que bateu o capital também nos pênaltis.

O sábado e o domingo também foram decisivos na A2 do Paulista. No sábado, o Velo Clube, de Rio Claro, segurou um empate por 0 a 0 contra o Juventus e, como vencera o primeiro jogo por 1 a 0, garantiu sua vaga. A equipe volta à principal divisão estadual após 45 anos.

No domingo foi a vez do Noroeste, de Bauru, vencer a Portuguesa Santista nos pênaltis após dois empates (0 a 0 e 1 a 1) e ficar com a segunda vaga.

As promoções têm uma curiosidade: na primeira fase da A2, classificam-se os oito clubes mais bem colocados par a a fase de mata-mata. O Velo foi o sétimo, e o Noroeste, o oitavo.

Os clubes substituirão no Paulista de 2025 Santo André e Ituano, rebaixados.

Folha de São Paulo

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo