Política

Vulcão em erupção deixa 11 mortos na Indonésia

Um vulcão no monte Merapi, localizado na ilha de Samatra, na Indonésia, entrou em erupção. O chefe das operações de salvamento informou, à agências internacionais que, até o momento, foram encontradas 14 pessoas, sendo três vivas e 11 mortas.

A erupção do vulcão, um dos mais ativos da região, surpreendeu um grupo de 75 excursionistas que se encontravam na montanha desde sábado, 02. Doze pessoas ainda estão desaparecidas e 49 conseguiram descer da montanha, algumas delas precisando de cuidados médicos.

As cinzas expelidas pelo vulcão atingiram uma altura de até 3 mil metros acima do cume, conforme relato do chefe do Centro Indonésio de Vulcanologia e Riscos Geológicos. Equipes de resgate trabalharam durante toda a noite para ajudar os excursionistas a encontrarem um local seguro.

Rudy Rinaldi, diretor da Agência de Mitigação de Desastres de Samatra Ocidental, revelou que algumas das pessoas resgatadas estão recebendo tratamento médico devido às queimaduras causadas pelo intenso calor.

O monte Merapi, com uma altura de 2.891 metros, recebe o nome de “montanha de fogo” e atualmente se encontra no terceiro nível de alerta, em uma escala que vai até quatro. Como medida de segurança, as autoridades estabeleceram uma zona de exclusão de três quilômetros ao redor da cratera.

A Indonésia está localizada no chamado “anel de fogo do Pacífico”, uma região onde as placas continentais se encontram e geram atividade vulcânica e sísmica significativa. O país abriga quase 130 vulcões ativos, o que torna esses eventos naturais uma preocupação constante para a população e as autoridades locais.

Matéria: O Antagonista

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo