Política

Vulcão entra em erupção na península de Reykjanes, Islândia


Foto: Reprodução/X Icelandic Met Office

Um vulcão (foto) entrou em erupção na península de Reykjanes, na Islândia, nesta segunda-feira,18. A fissura tem cerca de 4 km de extensão e está expelindo entre 100 e 200 metros cúbicos de lava por segundo, de acordo com a imprensa local.

A erupção ocorreu por volta das 22h17, horário local (18h17 em Brasília), próximo à cidade de Grindavik. As autoridades imediatamente acionaram um helicóptero da guarda costeira para sobrevoar a região e monitorar a situação. A polícia e a defesa civil também emitiram alertas para que as pessoas não se aproximem da área por questões de segurança.

Segundo o serviço meteorológico da Islândia, a erupção foi precedida por um terremoto, indicando a atividade vulcânica iminente. No entanto, ainda estão sendo feitas avaliações para determinar o tamanho exato da erupção e sua localização precisa.

Felizmente, até o momento não foram registrados estragos ou feridos decorrentes dessa erupção. Vale destacar que os moradores de Grindavik já haviam sido evacuados em novembro do ano passado, quando a região foi abalada por centenas de tremores e ameaças de erupção. As atrações turísticas da área também permanecem fechadas como medida de precaução.

A península de Reykjanes tem sido afetada por uma série de terremotos desde outubro, com a intensidade dos tremores aumentando ao longo dos dias. A cidade de Grindavik, localizada a apenas 54 km da capital Reykjavik, sofreu danos significativos em seus imóveis e ruas, deixando-a cheia de rachaduras.

No entanto, no final de novembro, com a diminuição dos terremotos, as autoridades reduziram o nível de risco que o vulcão representava para a cidade e permitiram que os moradores retornassem para buscar seus pertences.

A Islândia está localizada sobre um limite de placa tectônica que se divide, afastando a América do Norte e a Eurásia ao longo da linha da Dorsal Mesoatlântica. Abaixo dessa área, há uma região mais quente que o magma circundante, causando o derretimento e afinamento da crosta terrestre. Essa é a razão pela qual a Islândia abriga 32 vulcões ativos.

A península de Reykjanes, próxima à capital Reiquiavique, é conhecida por ser uma área vulcânica e sísmica. Em março de 2021, fontes de lava irromperam de uma fissura no solo, medindo entre 500 e 750 metros de comprimento, no sistema vulcânico Fagradalsfjall da região.

Matéria: O Antagonista

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo